- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Hospital Regional de Rondonópolis – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Depois dos funcionários da enfermagem, que estão há quase dois meses sem receber, realizarem um manifesto e anunciarem uma possível greve, agora foi a vez do corpo clínico do Hospital Regional expressar o descontentamento e a preocupação com a unidade e os atendimentos.

Em uma carta aberta a comunidade, médicos denunciaram que estão trabalhando sem condições nenhuma. Com falta de insumos e sem pagamentos desde junho.

“A cardiologia não recebe desde junho, a cirurgia, que é a que faz o atendimento por exemplo dos acidentados, não recebe desde julho” afirmou uma médica.

Além dos salários em atraso, a maior reclamação é com a falta de insumos para trabalhar “Apesar das diversas notificações e requerimentos de material cirúrgico e medicamentos, recebemos como respostas apenas soluções momentâneas e pouco efetivas, quando não, promessas” diz a carta.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.