As denúncias de abuso sexual contra o meduim João de Deus não param de aparecer. Nesta sexta-feira (14), uma mulher que afirma ter sido abusada procurou o Ministério Público Estadual, em Várzea Grande, para oficializar a denúncia.

Ela foi ouvida e em ofício o procurador-geral de Justiça, Luiz Alberto Scaloppe, alertou que os depoimentos colhidos, preferencialmente em áudio e vídeo, devem ser encaminhados para a Força-Tarefa do MP de Goiás.

As vítimas residentes em Mato Grosso podem fazer denúncias presencialmente nas Promotorias de Justiça de cada município. O MPMT informou ainda que os denúncias também poderão ser prestadas pelo e-mail da ouvidoria no endereço: [email protected], pelo telefone 127 ou de forma presencial na Ouvidoria do MP, localizada na Sede da Procuradoria-Geral de Justiça em Cuiabá.

Leia também:  Ladrão cai do telhado ao tentar fugir da Polícia

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.