A importância dos Estados Unidos como comprador de carne brasileira vai além dos números - Foto: G1
A importância dos Estados Unidos como comprador de carne brasileira vai além dos números – Foto: G1

As exportações brasileiras de carne bovina fecharam 2018 em 1,64 milhão de toneladas, volume 11% superior ao registrado em 2017, informou nesta segunda-feira (7) a Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes).

O resultado confirma a previsão divulgada em dezembro pela entidade e representa o maior volume já embarcado pelo País, que o consolida como principal exportador mundial da proteína. Em receita, o valor alcançou US$ 6,57 bilhões, crescimento de 7,9% frente ao resultado de 2017.

Para o presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli, o desempenho é fruto de melhoria em todas as etapas do processo produtivo. “Nos permite cumprir as mais exigentes regras internacionais com uma carne de qualidade e competitiva”, disse em nota.

Para ele, o recorde também mostra o reconhecimento quanto à qualidade da proteína brasileira.

Hong Kong e China se revezam como o principal destino da carne bovina brasileira ao longo do ano passado.

Em volume, Hong Kong liderou com 24% do total embarcado pelo Brasil, somando quase 395 mil toneladas.

Já a China foi o maior destino em faturamento, ao representar 22 63% do total, com US$ 1,49 bilhão. Outros mercados em destaque são União Europeia, Chile e Emirados Árabes.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.