Imagem: fazenda colniza
Agropecuária Bauru (Magali) vem sendo alvo de invasões desde o ano 2000 | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um conflito motivado por disputa de terra, deixou um trabalhador morto e outras sete pessoas feridas na manhã deste sábado (5), em uma fazenda localizada em em Colniza e que pertence ao ex-governador Silval Barbosa,  em sociedade com o ex-deputado José Geraldo Riva.

Uma força-tarefa composta por agentes da segurança pública foi enviada até a região.

A propriedade possui histórico de invasões. Em outubro de 2018, cerca de 200 pessoas armadas invadiram o local. A Comissão Pastoral da Terra (CPT) em Mato Grosso disse em nota, que o trabalhador rural morto foi identificado como Eliseu Queres.

Foi a primeira morte registrada pela CPT em 2019 por conflitos agrários.

A pastoral afirma que o ataque deixou outros oito feridos, sendo três em estado grave. A Polícia Civil diz que são sete homens feridos. “Uma tragédia anunciada e denunciada pelo Fórum de Direitos Humanos e da Terra de Mato Grosso (FDHT-MT) e pela CPT.

Leia também:  Acusado de atirar em casal é preso durante operação na divisa dos Estados de MT e GO

As entidades alertavam para o eminente conflito na região onde 200 famílias reivindicam o direito à terra e viviam sob a mira de cerca de 30 pistoleiros”, declarou a CPT.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.