O juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara Especializada Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, manteve a condenação e ordenou que o ex-prefeito de capital e hoje deputado estadual Wilson Santos (PSDB), faça à devolução de R$ 6 milhões aos cofres públicos.

Segundo a Justiça, o crime de improbidade administrativa cometido por Santos, foi mediante o fato dele firmar parcerias com o setor privado para exploração de publicidade em rotatórias e canteiros de capital de Mato Grosso.

Leia também:  Oposição 'ataca' Bolsonaro com laranjas

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.