Mais de 200 servidores públicos comissionados foram exonerados em Mato Grosso (MT). As demissões constam no Diário Oficial do Estado (DOE) que circulou nesta quinta-feira (10). No total foram exonerados 244 servidores e os cortes atingiram 15 secretarias. A Secretaria de Cidades (Secid) foi a Secretaria com mais cortes de servidores, no total de 89.

O governador Mauro Mendes (DEM) já havia anunciado a intenção de exonerar. Ele disse que iria dispensar pelo menos 3 mil pessoas, entre ocupantes de cargos comissionados, contratados e de função gratificada como forma de reduzir as despesas do Estado.

Foram exonerados servidores comissionados da Casa Civil, do Gabinete de Governo, do Gabinete de Transparência e Combate à Corrupção, Secid, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), da Secretaria de Educação (Seduc), da Secretaria de Gestão (Seges), da Secretaria de Justiça (Sejudh), da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), da Secretaria de Saúde (Ses), da Secretaria de Segurança (Sesp), da Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran), do Intermat e da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Leia também:  Janaina avalia como positiva visita ao novo Pronto Socorro e diz que Cuiabá não pode carregar saúde sozinha

A 2ª Secretaria que mais perdeu servidores foi a Sinfra, com 72 e depois a Sema, com 44.

Mauro disse que o Estado possui uma dívida de aproximadamente R$ 4 bilhões e que redução de cargos comissionados também faz parte das medidas para recuperar os cofres públicos.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.