Uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local e as chamas foram controladas a meia noite - Foto: Rafaela Duarte/Sistema Verdes Mares
Uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local e as chamas foram controladas a meia noite – Foto: Rafaela Duarte/Sistema Verdes Mares

Criminosos detonaram uma bomba em uma subestação da Enel, distribuidora de energia do Ceará, e incendiaram uma escola em Quixadá na madrugada desta terça-feira (22). Além disso, bandidos atacaram uma creche na noite de segunda-feira (21), no município de Caucaia, na Região Metropolitana da capital. Não há registro de pessoas feridas nestes ataques. A violência no estado chegou ao 21º dia seguido.

Desde o dia 2 de janeiro, quando começaram as ações criminosas, ocorreram 228 ataques contra ônibus, carros, prédios públicos, prefeituras e comércios em 48 dos 184 municípios cearenses. As ações começaram em Fortaleza e se espalharam para a Região Metropolitana e diversas cidades do interior. A Secretaria da Segurança Pública do Ceará confirmou que 404 pessoas já foram detidas por envolvimento nas ações criminosas.

Leia também:  Mais de uma tonelada de maconha é apreendida dentro de caminhão
Viatura da PM - Foto: Rafaela Duarte/Sistema Verdes Mares
Foto: Rafaela Duarte/Sistema Verdes Mares

Para tentar conter os ataques, o governo estadual convocou 1.200 policiais militares da reserva para reforçar a segurança nas ruas. O Ministério da Justiça enviou agentes da Força Nacional e reforço da Polícia Rodoviária Federal para o estado. Policiais militares e agentes penitenciários de outros estados brasileiros também foram deslocados ao Ceará após o início dos crimes.

A subestação de energia elétrica ocorreu por volta das 2h, no Bairro Vila Pery. Criminosos invadiram o local e detonaram um artefato explosivo. Equipes da Polícia Militar, Força Nacional, Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e Perícia Forense estiveram no local após o crime. A polícia não repassou informações sobre os estragos causados no local.

O barulho ocasionado pela explosão foi ouvido por moradores de diversos bairros da região. Apesar do ocorrido, o fornecimento de energia elétrica não foi afetado no bairro. Logo após o crime, os suspeitos fugiram.

Leia também:  A mortalidade infantil cai, e a expectativa de vida do brasileiro sobe

Além disso, bandidos incendiaram uma escola municipal na localidade de Junco, distante 20 quilômetros do Centro de Quixadá. Uma sala de aula ficou parcialmente destruída. Segundo o vigilante do local, seis homens jogaram combustível em uma das salas, atearam fogo e fugiram.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local e as chamas foram controladas a meia-noite.

Na noite de segunda-feira, no município de Caucaia, três homens invadiram uma creche localizada na Rua Alaíde Mateus, no Bairro Jurema e incendiaram uma das salas. No local atingido pelo fogo estavam guardados materiais escolares que seriam utilizados durante o ano letivo, como livros, cadernos e carteiras. Uma geladeira que estava na sala também foi danificada pelas chamas.

Leia também:  Casas são interditadas após cratera reabrir em São Paulo

Testemunhas afirmam que escutaram o barulho de um carro e a polícia não descarta que um veículo tenha dado apoio à ação criminosa. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu controlar pelo fogo. A unidade escolar atende crianças a partir de 1 ano e ficou fechada nesta manhã.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.