Imagem: Dengue 2
Foto –  Reprodução

A combinação de altas temperaturas e chuvas que atualmente acomete a cidade de Rondonópolis (MT) é característica do verão, além de ser a época perfeita para o aumento da população do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika.

O biólogo do Centro de Zoonoses de Rondonópolis e Gerente do Núcleo de vigilância epidemiológica José Márcio da Silva conta que “em contato com a água das chuvas, os ovos, que já estavam colocados, dão origem a novos mosquitos, enquanto que o acúmulo de água possibilita o surgimento de novos criadouros, pois as fêmeas procuram sempre por locais quentes e úmidos para depositar seus ovos”.

Ele afirmou ainda que o Governo Federal iniciou o combate ao mosquito transmissor, com diversas ações em todo o país, e em Rondonópolis não foi diferente, segundo ele a equipe de controle está pelas ruas da cidade e com mais intensidade nas áreas que o mapeamento de novembro indicou como área de risco.

Leia também:  Jesus dá autoridade e poder aos discípulos sobre todos os demônios

O Gerente do Núcleo de Vigilância conta que as ações são feitas integradas e simultâneas, com o município e o Ministério da Saúde. Ele chama a atenção da população para que quando os agentes estiverem passando na rua, que a sociedade abra seu quintal para que o agente vistorie e se preciso cumpra com algumas medidas necessárias.

Márcio explica ainda que se o morador tiver dúvidas sobre a procedência do agente peça a identificação pois toda equipe que está nas ruas deve estar devidamente identificada. Algumas medidas como, tirar dez minutos diários para fazer vistoria no quintal da casa, trocar a cada três dias a água do bebedouro do animal de estimação e não acumular água em vasilhames abertos são ações que podem combater a infestação do mosquito na cidade.

Leia também:  Servidor é preso por uso indevido de maquinário da Prefeitura

Qualquer denúncia sobre água parada em residências abandonadas ou em local abandonados podem ser feitas através do (66) 3411- 5188 que o Centro de Zoonoses de Rondonópolis envia uma equipe para averiguação.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.