- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Reunião para discutir os repasses a Santa Casa – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

O prefeito de Rondonópolis José Carlos do Pátio (SD), se reuniu na tarde desta quarta-feira (30), na sede da Santa Casa de Rondonópolis para discutir a situação da saúde no município. Ele informou que será feito um novo repasse para entidade e com isso garantir a continuidade dos atendimentos médicos. Parte dos atendimentos foram paralisados em dezembro do ano passado. (Veja aqui)

Em coletiva à imprensa, o prefeito disse o seguinte: “Já foram adiantados quatro meses para a Santa Casa e a primeira solução a ser mudada é fazer a instituição deixar de ser uma associação, para ser uma fundação. A segunda coisa a ser mudada, é a gestão. Não podemos deixar isso acontecer de novo, temos que acabar com esse papel que colocaram ela (Santa Casa) de sempre como vítima e o poder público como vilão. A gente investe, investe e não temos retorno como deveríamos ter. A Santa Casa nunca cumpriu uma meta com a gente (município)”, explicou o prefeito.

Leia também:  Moradores reclamam de rua que virou lixão no Marechal Rondon
- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Reunião foi realizada na tarde desta quarta-feira (30) – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Nesta quinta-feira (31), será realizada uma reunião na Secretaria de Estado de Saúde que contará a presença da secretária municipal de Saúde, vereadores e deputados no sentido de solucionar a situação financeira da entidade. Somente neste mês foi repassado a parcela no valor de R$ 800 mil, destinados à Santa Casa.

Segundo a secretária de Saúde, Izalba Albuquerque: “De janeiro a novembro de 2018, foram repassados recursos públicos estaduais, federais e municipais no valor de R$ 43 milhões de reais e que agora, a Santa Casa deve receber o valor de R$ 1 milhão e meio referente ao FEF (incentivo que o município recebe do governo do Estado) e também do incentivo da média e alta complexidade”, explicou a secretária.

Leia também:  "Falsa cliente" furta R$ 800 em roupas infantis em loja no Centro
- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Izalba Albuquerque e o prefeito durante reunião – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Albuquerque ressaltou em entrevista ainda que: “Desse valor recebido, ainda deve ficar um déficit de R$ 1 milhão e seiscentos mil reais, onde o município adiantou e abriu mão de descontar o que já tinha adiantado para garantir o repasse aos médicos, se fôssemos descontar agora a Santa Casa não receberia nada”, disse Izalba.

Com a possível regularização do repasse até o dia (01) de fevereiro, a diretoria da Santa Casa informou em reunião com o poder público que deve fazer os pagamentos referentes a agosto do ano passado; e o corpo clínico deve retornar ao trabalhar no próximo sábado (02) de fevereiro.

Caso esse pagamento não aconteça até essa data, profissionais que atuam na área médica já anunciaram um pedido de demissão em massa. (Veja aqui)

Leia também:  Pai é detido suspeito de abusar da filha e da sobrinha

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.