Os desembargadores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso julgaram mais processos do que a quantidade de casos que ingressaram no 2º Grau, durante o biênio 2017/2018. Foram julgados 91.898 processos no biênio, enquanto o volume de processos distribuídos foi de 89.821. Além disso, foram baixados 78.024 processos do estoque acumulado.

O primeiro ano de administração dos desembargadores Rui Ramos Ribeiro (presidente), Marilsen Andrade Addario (vice-presidente) e Maria Aparecida Ribeiro (corregedora-geral da Justiça) foram aferidos pelo Relatório Justiça em Números 2018, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), colocando o TJMT em 2º lugar entre os tribunais de médio porte do país.

O Índice de Produtividade Comparada da Justiça (IPC-Jus) do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, levando em consideração o 1º e 2º grau e área administrativa, foi de 94%, o que coloca o tribunal mato-grossense como o segundo mais bem avaliado dentre os 10 tribunais estaduais do mesmo porte e o 7º lugar no comparativo nacional dentre 27 tribunais de justiça.

Leia também:  Casa comercial é roubada no Monte Líbano

 

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.