Estelionato é um crime que possui como objetivo atingir o patrimônio de alguém a partir de enganação, golpes e fraudes. A intenção principal do autor dessa infração é enganar para conseguir usufruir o patrimônio da vítima.

Em Mato Grosso o índice dessa modalidade criminosa tem crescido rapidamente e o que tem facilitado a ação dos golpistas nesta prática é o avanço da tecnologia e o fácil acesso à internet.

Imagem: Dr. Santiago R. Sanches e Silva delegado de polícia
Dr Santiago R. Sanches e Silva – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

O delegado Santiago Rozendo Sanches e Silva em conversa com a equipe do site AGORA MATO GROSSO, revelou que os sites de compras e vendas pela internet e também as redes sociais tem sido o alvo preferido dos criminosos, que agem da devida forma; o anunciante publica a venda do produto com foto nos sites e os golpistas republicam o mesmo anúncio com o valor bem inferior da tabela de mercado. E isso infelizmente é o grande fator que tem chamado a atenção das vítimas para uma possível compra e acabam caindo em fraudes.

Santiago ainda informou que 95% dos casos é decorrente a vendas de veículos e orienta: “Sempre desconfie do produto que esteja com valor inferior ao do mercado e de forma alguma deposite o dinheiro em contas de terceiros.” Pois o estelionatário não age sozinho, sempre tem alguém em conjunto que disponibiliza sua conta para receber o depósito.

Em Rondonópolis este ano quatro casos levaram prisões de pessoas cometendo este delito e outras doze foram indiciadas.

- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Werik Adriel e Bruno devem responder por estelionato – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

No dia 17 de janeiro Werick Adriel de Almeida Miranda, 19 anos, e Bruno Siqueira Santos, 23 anos, foram detidos por investigadores da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) ao participarem de um golpe de um veículo modelo Toyota Corolla 2014, que estava sendo vendido em um site no valor de R$ 50 mil. O caso aconteceu na cidade de Imperatriz (MA) e vítima realizou a transferência para uma conta da Caixa Econômica Federal. Do valor total, R$ 14 mil foram recuperados em dinheiro e os outros R$ 26 mil foram bloqueados pelo banco.

No dia 25 de janeiro de acordo com Boletim de Ocorrência (BO) de número 2019.27369 José Carlos Fernandes de Barros de 50 anos e sua filha Daiane de Oliveira Fernandes de 24 anos foram presos por receber em suas contas bancárias dinheiro decorrente a ação de estelionato. A vítima depositou na conta do suspeito o valor de R$ 49 mil conforme comprovantes bancários referente a compra de um veículo e percebendo o golpe, bloqueou a conta porém,não conseguiu estornar os valores depositados.

- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Suspeito Rosalvo Lopes da Silva – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Já no dia 31 de janeiro, Rosalvo Macedo Lopes da Silva de 24 anos foi preso por estelionato em uma agência bancária. O suspeito postou em um site, fotos de um veículo picape Strada para venda no valor de R$ 50 mil, uma vítima se interessou pelo automóvel e entrou em contato com Rosalvo para adquirir a compra o produto ofertado. Ficaram combinados depositar a metade do dinheiro antes de pegar o automóvel e outra metade depois, porém o comprador desconfiando ser um golpe, foi na sua agência bancária e bloqueou o dinheiro.

Paulo César Varones Martins - Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO
Paulo César Varones Martins – Foto: Messias Filho / AGORA MATO GROSSO

Recentemente no dia 07 de fevereiro, Paulo César Varones Martins, 49 anos, foi pela Delegacia Especializada de Roubos, Furtos e Narcóticos de Rondonópolis (DERF) ao tentar realizar um empréstimo no valor de R$ 36 mil em uma agência bancária.

 

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.