O Governo do Estado de Mato Grosso acredita que irá gerar uma economia de R$ 13,3 milhões anuais aos cofres públicos com a reestruturação administrativa das empresas públicas.

Dos atuais 398 cargos comissionados existentes em oito empresas, 175 serão abolidos.

O trabalho de reestruturação e redução de custos está sendo coordenado pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e já está sendo efetivado.

A redução de gastos atende ao Decreto nº 8/2019, que estabelece diretrizes para controle, reavaliação e contenção das despesas em toda a administração direta e indireta.

Entre os órgãos que sofrerão maior corte estão a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), que reduzirá 54% e a Empresa Mato-grossense de Mineração (Metamat), com 52%.

Leia também:  ‘Suruba’ entre amigos coloca Rondonópolis no Trending Topics do Twitter

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.