Engajar os jovens para temas como liderança, autoconhecimento, empreendedorismo e protagonismo social, para que sejam agentes de transformação de suas vidas e da comunidade onde vivem. Com esse foco, a Fundação André e Lucia Maggi (FALM) traz algumas novidades na sua atuação em Rondonópolis. Desenvolvido desde 2009, o projeto Casa Maggica passa a se chamar Espaço Coletivo Fundação André e Lucia Maggi, e contará com oficinas com duração entre três e quatro meses para jovens com idades de 11 a 16 anos.

As inscrições para a primeira oficina, com o tema “Liderança Jovem: Fazendo Meus Próprios Caminhos”, estão acontecendo nesta próxima semana, sendo no dia 18 de fevereiro (segunda-feira) exclusivamente para os jovens que já participavam do Projeto Casa Maggica no ano passado. Já entre os dias 19 e 22 de fevereiro (terça a sexta-feira) as inscrições são voltadas para toda a comunidade. São 180 vagas disponíveis e terão prioridade os jovens encaminhados pela rede de atendimento público e assistência social de Rondonópolis.

As inscrições só podem ser feitas presencialmente, direto no Espaço Coletivo Fundação André e Lucia Maggi, que fica na Rua João XXIII, 164, Bairro Santa Cruz. O telefone é o (66) 3624-2445. Antes de ir até o local se inscrever, é importante ler atentamente as orientações para as inscrições, que contêm todas as informações e os documentos necessários. Acesse pelo site: www.fundacaoandreluciamaggi.org.br.

Essas novidades fazem parte de um amplo trabalho de revisão da atuação da Fundação André e Lucia Maggi, que realiza projetos sociais voltados para o protagonismo de jovens e lideranças nas comunidades onde a AMAGGI atua.

“Fizemos um estudo com os parceiros, os participantes do projeto e a comunidade de Rondonópolis, e sentimos a necessidade de mudar o foco de atuação das nossas atividades para contribuir com o desenvolvimento de competências mais voltadas para a formação cidadã e preparação para a vida desses jovens, trabalhando a autoliderança, autoconhecimento, autocuidado, autoestima, por meio de dinâmicas em grupo, palestras e oficinas interativas. Acreditamos que todo mundo pode ser protagonista, líder de sua trajetória e, assim, um líder na transformação de realidades.É onde queremos contribuir”, explica a Gerente de Operações da Fundação André e Lucia Maggi, Aletéa Rufino.

A Fundação André e Lucia Maggi (FALM) é a instituição responsável pela gestão do Investimento Social Privado da AMAGGI nas regiões estratégicas para a empresa. Sua atuação está voltada para o fortalecimento do protagonismo social de jovens e lideranças para o desenvolvimento local sustentável. Acompanhe a FALM pelo site, pelo Facebook e Youtube.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.