O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), composto por membros do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Polícia Civil e Polícia Militar, desencadeou nesta quarta-feira (06) a Operação “Caporegime”. Neste momento, estão sendo cumpridas, no interior do Estado, 23 ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão.

Os mandados foram expedidos pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá (Vara Especializada de Combate ao Crime Organizado). Ao todo, são cinco mandados de prisão preventiva, 03 de prisão temporária e 15 de busca e apreensão. As ordens judiciais estão sendo cumpridas em cinco comarcas do interior: Sinop, Peixoto de Azevedo, Guarantã do Norte, Marcelândia e Alta Floresta.

Leia também:  1º encontro nacional de agricultores indígenas para discutir demarcação de terras e transgênicos acontece em MT

A operação tem como objetivo combater possível organização criminosa constituída para a prática de crimes de extorsão , crimes dolosos contra a vida e usura. Além dos policiais Civis e Militares, promotores de Justiça e delegados de Polícia do Gaeco, a operação conta com apoio do Comando Geral da Polícia Militar. Quarenta e seis policiais civis e militares estão em campo dando cumprimento às decisões judiciais.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.