Foi suspensa a nomeação e posse do deputado Guilherme Maluf (PSDB) para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), na tarde desta sexta-feira (22). O Ministério Público Estadual (MPE) entrou com o pedido que foi acatado pelo juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara de Ação Civil Pública e Popular de Cuiabá.

O magistrado acatou os argumentos de que o parlamentar estadual não possui os requisitos necessários para assumir o cargo de juiz de contas, principalmente reputação ilibada e o notório saber jurídico, contábil e econômico.

“Defiro o pedido de tutela provisória de urgência, o que faço para determinar que os requeridos Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes Ferreira e Gonçalo Domingos de Campos Neto se abstenham de nomear e dar posse ao requerido Guilherme Antônio Maluf, indicado pela Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso para o cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, sob pena de execução específica, sem prejuízo de apuração de responsabilização civil e criminal”, determinou o juiz.

Leia também:  "Repasses em aberto"

Guilherme Maluf teve sua indicação aprovada pela Assembleia Legislativa – MT na quinta-feira (22) ao receber o voto favorável de 13 deputados. Ele aguardava o governador Mauro Mendes (DEM) “referendar” a indicação para que o TCE preparasse a posse.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.