- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
A conselheira Ligia Arfeli o número insuficiente de profissionais tem atrapalhado o desempenho dos profissionais – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Que o estado vem passando por problemas para gerir os Hospitais em Mato Grosso não é novidade. A unidade de Rondonópolis, principalmente, vem passando por várias situações preocupantes, que foram apontadas em um relatório após fiscalização realizada pelo Conselho Regional de Enfermagem nesta terça-feira (26).

De acordo com a conselheira Ligia Arfeli, o número insuficiente de profissionais tem atrapalhado o desempenho dos profissionais e sobrecarregado os funcionários. Além da falta de pagamento dos salários há mais de três meses.

Outros fatores também foram apontados pelo Coren, como a falta de identificação de pacientes, o que pode ocasionar erros, exercício irregular da profissão e falta de estrutura adequada.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.