A falta de defensores públicos em Rondonópolis para acompanhar audiências na 5ª Vara Criminal tem privilegiado acusados de tráficos de entorpecentes.

Alguns suspeitos têm alcançado a liberdade e as audiências estão sendo adiadas pelo mesmo motivo. Rondonópolis não possui substituição para 1ª Defensoria Pública Criminal e o titular estando ausente não se nomeia defensor substituto.

Desde o ano passado o titular da 1ª Vara Criminal, juiz Wagner Machado Júnior que também é o responsável da 5ª Vara Criminal está tentando a comunicação com os representantes da Defensoria Pública Geral em Cuiabá para solucionar o problema, porém até o momento sem êxito.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.