Imagem: whatsapp image 2018 12 18 at 09.23.31
Huark Douglas sendo detido – Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

O ex-secretário de Saúde de Cuiabá, Huark Correia foi preso pela Polícia Judiciária Civil, em cumprimento a um mandado de prisão durante as investigações da 2ª fase da Operação Sangria, da Delegacia Fazendária, em Cuiabá (a aproximadamente 220 Km de Rondonópolis), neste sábado (30). Outros cinco mandados de prisão preventiva também estão sendo cumpridos. Os alvos são suspeitos de participação em um esquema de irregularidades na prestação de serviços médicos hospitalares.

Conforme informações, além de Huark, também foram presos Fábio Liberali, Flávio Taques, Kednia Iracema Servo, Luciano Correia e Fábio Taques Figueireiro.

O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Alberto Ferreira de Souza, determinou a prisão preventiva dos envolvidos nos supostos desvios de recursos da saúde pública, na sexta-feira (29).

OPERAÇÃO SANGRIA

A operação Sangria apura fraudes em licitação, organização criminosa e corrupção ativa e passiva, referente a condutas ilícitas praticadas por médicos, que administravam empresa, funcionários públicos e outros, tendo como objeto lesar o erário público, por meio de contratos vinculados à secretarias estadual e municipal de Saúde com as empresas usadas pela organização, em especial, a Proclin e a Qualycare.

Segundo a apuração, a organização mantinha influência dentro da administração pública, no sentido de desclassificar concorrentes, para que ao final, apenas empresas pertencentes a eles (Proclin/Qualycare) pudessem atuar livremente no mercado.
Os presos estão na Defaz e serão apresentados em audiência de custódia neste sábado.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.