A Justiça negou o pedido feito pelo Sindicato dos Servidores da Saúde e Meio Ambiente de Mato Grosso, que tentava fazer com que o governador Mauro Mendes (DEM) pagasse os salários até o dia 10 de cada mês. A decisão foi concedida pela juíza Célia Regina Vidotti, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular.

Conforme a magistrada, devido à crise enfrentada pelo estado, “não é possível, neste momento, vencer a situação fática apresentada para cumprir fielmente a letra da lei”.

O salário dos servidores públicos estaduais têm sido pagos de maneira escalonada desde a gestão do ex-governador Pedro Taques (PSDB). Quando Mauro Mendes assumiu o cargo, em janeiro deste ano, a expectativa dos servidores do Executivo era a de que o pagamento fosse normalizado, mas logo nos primeiros dias do mandato, Mendes decretou estado de calamidade financeira devido a dívidas deixadas pelo antecessor de R$ 4 bilhões.

Leia também:  Servidores de MT amanhecem de braços cruzados nesta terça-feira

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.