Imagem: xmulher facada argentina.jpg.pagespeed.ic.t6cAIoeg9B
Mulher é presa na Argentina por suspeita de matar com 185 facadas o esposo que a obrigava a se prostituir. Filha pode ter participado do crime Foto: Reprodução Twitter

ARGENTINA – A acusada, Paola Córdoba, de 38 anos, e uma filha do casal de nome Milagros, de 18 anos, foram detidas pela polícia local. Paola é acusada de assassinar com 185 facadas o marido Alberto Naiaretti, de 46 anos. A polícia suspeita da participação da filha do casal, Milagros, no crime que aconteceu no último sábado em uma casa na cidade de José C. Paz. Alberto era dono de um armazém e de um lava-jato. Além de Milagros, o casal tem outros três filhos, um de 13 anos, um de 9 e o mais novo de 6 anos de idade e viviam juntos há mais de 20 anos, de acordo com os investigadores.

Leia também:  Bombeiros cavam túnel e fazem buscas por criança de 2 anos que caiu em poço

Paola Córdoba já havia denunciado o esposo diversas vezes desde 2017 por violência de gênero. A irmã de Paola afirmou à imprensa local que Alberto obrigada a sua irmã a se prostituir, não a deixava dormir e a ameaçava de morte.

Vizinhos disseram à justiça que Alberto agredia Paola com frequência e a obrigava a oferecer serviços sexuais na Rota 8, que liga a capital Buenos Aires a cidades do pampa úmido.

— Ele maltratava as crianças, a Paola. Era uma pessoa má. — disse María Córdoba, irmã da acusada.

María recebeu pelo celular uma mensagem de Milagros no sábado em que estava escrito “venha porque mamãe matou o papai”.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.