- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Acusados Valdecir e Valdomiro durante julgamento em Rondonópolis- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Começou na manhã desta quarta-feira (13), no Tribunal do Júri de Rondonópolis, o julgamento de Valdecir Vieira da Silva e Valdomiro Vieira da Silva. Os irmãos são acusados pela morte da servidora pública, Rosineide Maria de Souza, de 45 anos. O crime aconteceu em janeiro de 2018. Valdecir era ex-marido da vítima.

Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Messias de Sousa, irmão da vítima- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Familiares compareceram ao plenário usando camisetas estampadas com a foto da vítima. Durante entrevista ao Portal Agora Mato Grosso, o irmão dela, Messias de Sousa, falou sobre o crime. “Esses homens desestruturaram a nossa família. Ela deixou três filhos e uma neta. Agora, eles precisam pagar pelo que fizeram, e claro, esperamos pena máxima devido a gravidade dos fatos” desabafou.

O irmão de Rosineide ainda faz um alerta. “ Sempre pensamos que esse tipo de situação acontece em novelas ou em filmes, até que um dia, acontece na nossa família. Em nenhum momento, minha irmã falou sobre as agressões. Precisamos ficar atentos a qualquer sinal de violência”, disse Messias.

O Advogado de defesa, Bruno de Castro, está confiante. “O julgamento está acontecendo um ano após o crime, tive o cuidado de estudar profundamente os autos e estou confiante em uma boa defesa”.

O crime

O corpo de Rosineide foi encontrado boiando nas águas do Rio vermelho, enrolado em um saco plástico. No dia do crime, a vítima tinha saído de casa de moto para ir até a igreja e não havia retornado. Valdecir e Valdomiro foram presos e confessaram a autoria do crime. Eles foram encontrados pela Polícia escondidos em um ‘barraco’ no assentamento na MT-130, próximo à curva da “Santinha”.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.