Imagem: leite
Leite integral e desnatado – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

O preço do leite pago ao produtor registrou aumento de 5,13% em janeiro de 2019, pautado pela menor oferta no período, o que levou as indústrias a elevar o preço do leite, a fim de assegurar as programações de captação. Mesmo com aumento na matéria-prima, os consumidores encontram o valor do leite 60% mais barato em Rondonópolis (MT). As informações são do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

O índice de captação de leite no Estado de Mato Grosso (MT) recuou 1,51%, visto que, nos  meses de dezembro de 2018 e janeiro de 2019, os volumes de chuvas ocorridas foram abaixo da média para o período.  Apesar do reajuste na matéria-prima, os preços dos lácteos em geral registraram quedas, com exceção da manteiga na indústria.

Em junho de 2018 o preço do leite pago ao produtor em MT registrou expressivo aumento de 11,5% no comparativo mensal, ficando em média a R$ 1,16 o litro. Em Rondonópolis o preço do litro do leite chegou a custar quase R$ 5. Em Rondonópolis, atualmente o preço do litro do leite é encontrado por R$ 1,98, R$ 2,88, R$ 2,99, tudo depende da marca do produto.

Os economistas do Imea explicam que os preços dos lácteos registraram queda porque, em janeiro, as escolas estavam de férias, reduzindo a demanda por lácteos. A melhora no preço do leite e as quedas nos preços dos insumos da dieta animal resultaram em relações de troca mais favoráveis ao produtor.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.