O Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso instaurou inquérito com pedido de liminar em caráter de urgência para apurar as denuncias sobre irregularidades ofertadas pela equipe do Operário Futebol Clube Ltda. Na última terça-feira (12), o treinador de futebol da equipe de Várzea Grande, Parma de Oliveira, confeccionou boletim de ocorrência alegando suposta interferência de jogadores nos resultados das partidas do Campeonato Mato-grossense 2019.

Diante da gravidade dos fatos narrados, bem como a existência de elementos que evidenciem suposta prática de infração disciplinar, a Procuradoria do TJD-MT designou o procurador Targus Rigon Weska para acompanhar e tomar as medidas que entender necessárias.

Ainda no documento assinado pelo Procurador Geral do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Matogrossense de Futebol, Marco Aurélio dos Anjos, o TJD intima a depor em data marcada pelo egrégio o treinador o Operário Ltda, Parma de Oliveira e os atletas Diego Queiroz, Talisca e Renan Romário.

Leia também:  FMF fará credenciamento prévio para a imprensa no jogo do Mixto x CSA-AL pela Copa do Brasil 2019

A Federação Matogrossense de Futebol ressalta que até o momento as informações são suspeitas, e que é necessário total averiguação dos fatos pelos órgãos competentes. Além disso, a FMF corrobora e está aberta a possíveis diligências complementares para apuração e punição a possíveis infratores.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.