Imagem: Eduardo Botelho refletindo
Botelho aproveitará a licença para projetar futuro político.

O presidente licenciado da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), aproveitará os 120 dias em que estará afastado das funções para refletir sobre seu futuro político. Nas últimas semanas, o democrata foi sondado para uma eventual candidatura à vaga que poderá ser aberta, caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirme a cassação, pela senadora Selma Arruda (PSL). O deputado também vem sendo cogitado às prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande.

“É um momento de reflexão. Vou aproveitar que vou ficar uns dias parado para fazer algumas leituras e, evidentemente, fazer algumas reflexões sobre meu futuro também. Como pessoa, me sinto sim preparado para disputar esses cargos. Agora, condições eleitorais eu não sei se tenho. É preciso adquirir essa condição. Depende de partido, de formação e de uma série de circunstâncias. São coisas que vão acontecer com tempo. Estamos a mais de um ano da eleição. Ainda é cedo para falar sobre isso”, considerou Botelho.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.