Imagem: Pistola desapareceu no início da feira de segurança que acontece no Riocentro até sexta feira
Pistola-desapareceu-no-início-da-feira-de-segurança-que-acontece-no-Riocentro-até-sexta-feira – Pistola desapareceu no início da feira de segurança que acontece no Riocentro até sexta-feira – Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

Uma pistola foi furtada do estande de uma fábrica de armas na feira internacional de segurança e defesa em que o presidente em exercício, Hamilton Mourão, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e o governador Wilson Witzel e o prefeito Marcelo Crivella estavam presentes na Zona Oeste do Rio, na manhã desta terça-feira (2).

De acordo com a assessoria do evento LAAD Defence & Security, a pistola furtada é uma APX Compact, 9mm, e foi retirada do local pouco antes do evento começar. A arma custa cerca de 400 euros, o equivalente a R$ 1,7 mil.

Segundo a assessoria da feira, a pistola é uma arma não funcional, ou seja, é um equipamento que não tem partes fundamentais para o seu funcionamento.

Ainda segundo a nota, as autoridades militares responsáveis pelo licenciamento de armas de fogo na feira foram informadas e compareceram imediatamente ao local do incidente.

“Podemos confirmar que uma pistola que não-funciona foi removida de um estande na LAAD Defence & Security 2019 pouco antes da abertura da exposição hoje. As autoridades militares responsáveis pelo licenciamento de armas de fogo na LAAD foram informadas e compareceram imediatamente ao local do incidente. Estamos ajudando as autoridades relevantes em suas investigações”, diz a nota.

Diante do tumulto, a empresa responsável pelo estande retirou as armas que estavam expostas. Todas estavam presas por um fio de aço para que os interessados pudessem manuseá-las.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.