- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO - Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
– Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Após duas derrotas em disputas majoritárias, o deputado estadual, Lúdio Cabral (PT), sinalizou nesta quarta-feira (17) ter desistido definitivamente dos pleitos ao Executivo. Apesar do convite para um almoço realizado pelo seu colega de Parlamento, Wilson Santos (PSDB), com os vereadores Felipe Wellaton (PV), Diego Guimarães (PP), Abílio Júnior (PSC), Marcelo Bussiki (PSB) e Dilemário Alencar (PROS), o petista refugou ao cardápio.

À mesa posta, foi servido de entrada a necessidade da construção de um projeto político para 2020 e, no prato principal, a cabeça do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB). O petista, contudo, considera ser muito cedo para tratar do próximo pleito e de antemão assegurou: “não serei candidato”. Ele obteve 472.507 votos na disputa pelo Governo do Estado em 2014, o equivalente a 32,45% dos votos válidos. Em 2012, quando disputou a Prefeitura de Cuiabá contra Mauro Mendes (à época no PSB, hoje DEM), recebeu 140.798 votos, o equivalente a 45,35% dos votos válidos, no segundo turno.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.