- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
O acusado se apresentou a Polícia – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

Acompanhado de uma advogada, Rodrigo Shurmann Costanesk de 36 anos, se apresentou a Polícia Civil na tarde desta segunda-feira (15). O motorista é suspeito de ter provocado o atropelamento e a morte de Francineide Alves de Oliveira no último domingo (14), em Rondonópolis (MT). Após o acidente, o condutor fugiu do local.

O depoimento do acusado durou mais de 3h na 1ª Delegacia de Polícia. Segundo informações, ele teria confessado que estaria dirigindo o carro que atropelou e matou a dona de casa, porém, negou que estivesse participando de um racha.

- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Ele confessou o atropelamento – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

O veículo envolvido no acidente também foi apreendido na tarde de ontem em uma residência localizada no bairro Parque Universitário. O automóvel modelo Audi com placas de Várzea Grande estava com o para-brisa quebrado e parte da lataria do lado direito danificada.

Após ter sido ouvido pelo delegado plantonista, Rodrigo foi encaminhado ao Instituo Médico Legal (IML) para a realização do exame de corpo de delito.  Logo em seguida, ele foi liberado e deve responder em liberdade.

Acidente fatal

Francineide Alves de Oliveira de 54 anos, foi atingida por um veículo na rua Luis Carlos dos Santos no bairro Jardim Tropical, em Rondonópolis (MT).

De acordo com informações de testemunhas, um veículo Audi de cor branca, com placas de Várzea Grande (MT) teria atropelado a vítima na calçada, onde foi arremessada há alguns metros de distância.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado, mas a vítima já estava sem vida. Ainda de acordo com as informações, a médica do Samu reconheceu Francineide como funcionária dela.

 

 

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.