Os terrenos sujos, sejam eles públicos ou particulares, vêm há tempos causando problemas ao município de Alto Araguaia. Uma ação proposta desde novembro de 2018 foi deferida no início do mês e estabelece que o executivo tem três meses para realizar o mapeamento dos lotes.

A liminar concedida abrange lotes público e particulares e após identificação a limpeza deverá ser realizada pelo responsável.

Caso o proprietário não efetue a regularização, caberá ao município fazer a limpeza e realizar a cobrança dos custos.

O promotor de Justiça Marcelo Domingos Mansour explica que a ação foi proposta em novembro de 2018 e até hoje nenhuma providência foi adotada pelo poder público municipal para a resolução da problemática. Alerta que os terrenos sujos contribuem para proliferação de doenças infecciosas, colocando em risco a vida dos moradores da cidade.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.