Depois da confirmação do Centro de Vigilância Epidemiológica do município de duas mortes nessa semana por suspeita de H1N1, a população está assustada e em busca de vacinas, porém, não há mais doses disponíveis no município.

De acordo com a Secretaria de Saúde, as doses da vacina já acabaram e ainda não há resposta por parte do Ministério da Saúde sobre o envio de novas remessas.

Em nota, a Secretaria afirmou ainda que o grupo prioritário das crianças não chegou aos 80% da meta. Já os demais passaram de 100% da meta estabelecida.

A explicação da Secretaria é que pessoas de fora da cidade e caminhoneiros, por exemplo, acabam passando por Rondonópolis e se vacinando e por lei os postos são obrigados a disponibilizar a vacina desde que eles façam parte do grupo prioritário.

A orientação do município é para que a população que faz parte dos grupos prioritários aguarde o comunicado da chegada das novas doses.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.