Imagem: viagemO Corinthians alega que não enfrentou problemas nenhum ao fretar o voo para o duelo contra o Deportivo Lara-VEN na próxima quinta-feira (30) – mesmo com o diretor Jorge Kalil falando até em “humilhação”. No entanto, o Alvinegro gastou bastante para executar a “missão Venezuela”. Segundo apurou a De Primeira, o clube já pagou 1,3 milhão para fretar voo. A reportagem ainda apurou que o Corinthians levará alimento à Venezuela.

O país vive crise humanitária e, por isso, há escassez de alimentos, energia elétrica e combustível. O voo fretado deve durar cerca de 7 horas. Em voos comerciais, por exemplo, de São Paulo a Caracas, no melhor dos casos a viagem dura 10 horas – algumas opções levam até 32 horas. O Timão priorizou o fretamento devido ao momento delicado do país sob a ditadura de Nicolás Maduro.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.