15 de fevereiro de 2021
Mais
    Capa Destaques Governador de MT se reúne com Bolsonaro e faz reivindicações
    Reunião

    Governador de MT se reúne com Bolsonaro e faz reivindicações

    Na avaliação do governador Mauro Mendes, o encontro foi positivo e todos os governadores saíram 'muito animados'.

    Governador Mauro Mendes se reuniu com presidente jair Bolsonaro - Foto/Arquivo Confidencial
    Governador Mauro Mendes se reuniu com presidente jair Bolsonaro – Foto/Arquivo Confidencial

    O governador de Mato Grosso Mauro Mendes (DEM) e mais 24 governadores estiveram em uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), nesta quarta-feira (08) em Brasília – DF.

    Eles foram entregar a “Carta do Fórum de Governadores”, com seis reivindicações que visam assegurar a estabilidade financeira dos estados.

     Um dos pontos é o pagamento do Fundo de Auxílio à Exportação (FEX), superior a R$ 450 milhões, que deveria ter sido repassado a Mato Grosso no início do ano.

    A reunião foi realizada na casa do presidente do Senado, Davi Alcolumbre. Também estavam presentes o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o presidente da Câmara Federal e Rodrigo Maia.

     Na avaliação do governador Mauro Mendes, o encontro foi positivo e todos os governadores saíram ‘muito animados’.

    “O ministro Onyx fez um compromisso de que em uma semana ele dará uma resposta naquilo que será possível encaminhar na pauta dos governadores”, relatou.

    Reivindicações que foram entregues ao presidente Jair Bolsonaro:

    • Reivindicar a implementação imediata pelo Governo Federal de um plano abrangente e sustentável que restabeleça o equilíbrio fiscal dos Estados e do Distrito Federal, a exemplo do já aventado Plano Mansueto;
    • Reiterar a importância fundamental de assegurar aos Estados e ao Distrito Federal a devida compensação pelas perdas na arrecadação tributária decorrentes da desoneração de exportações, matéria regulamentada na “Lei Kandir”;
    • Defender a instituição de um Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb permanente e dotado de status constitucional, que atenda às reais necessidades da população brasileira no tocante à educação;
    • Pleitear a regularização adequada da “securitização” de créditos dos Estados e do Distrito Federal, visando ao fortalecimento das finanças desses Entes Federados;
    • Requerer a garantia de repasses federais dos recursos provenientes de cessão onerosa/bônus de assinatura aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios;
    • Apoiar o avanço urgente da Proposta de Emenda à Constituição nº 51/2019, que “altera o art. 159 da Constituição para aumentar para 26% (vinte e seis por cento) a parcela do produto da arrecadação dos impostos sobre a renda e proventos de qualquer natureza e sobre produtos industrializados destinada ao Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal e dá outras providências.”

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS