Imagem: Prefeitura planta flores onde passariam os trilhos do VLT
Foto: Luiz Alves

Assim como fez Mauro Mendes (DEM) à época em que era prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) está dando continuidade ao processo de revitalização do canteiro central das avenidas Historiador Rubens de Mendonça e Tenente Cel. Duarte, por onde passariam os vagões do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Com as obras paralisadas há mais de quatro anos, o modal de transporte que revolucionaria a Capital parece estar sendo enterrado de vez.

Quando assumiu o Palácio Alencastro, Emanuel dava sinais de que assumiria as obras do VLT sozinho, caso o então governador Pedro Taques (PSDB) não resolvesse o imbróglio. O empenho em assumir a bronca diminuiu e o emedebista já não fala mais nisso. O agora governador, Mendes diz que apresentará uma solução para o caso até dezembro. Enquanto isso, Pinheiro maquia as cicatrizes deixadas pela Copa do Mundo de 2014, na gestão Silval Barbosa (sem partido). Há quem aposte que, assim, em breve, ninguém mais lembrará daquilo que já virou lenda urbana, apelidada de ‘Minhocão’.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.