Nos primeiros meses de 2019, o emprego formal despencou em Mato Grosso passou de 8 mil novas vagas para um saldo negativo de mais de 4 mil como aponta o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em Rondonópolis a criação de novas vagas também caiu de janeiro a março deste ano e o saldo negativo chega a 210. O rondonopolitano tem se virado como pode e muitos apostam no empreendedorismo e acabam se dando bem.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.