Imagem: Juvenal Pereira Brito novo prefeito de Pedra Preta 03 11 16
Juvenal Pereira Brito – Foto: reprodução

O prefeito de Pedra Preta, Juvenal Pereira Brito, conhecido como Ná, foi afastado do cargo pela Justiça, a pedido do Ministério Público Estadual, por improbidade administrativa. Ele também teve as contas bloqueadas no valor de R$62,3 mil.

A ação ajuizada pelo MP visa apurar ilegalidades na compra direta de 20 mata-burros e 20 pares de bases de apoio de concreto.

Segundo a ação, o prefeito e o vice adquiriram diretamente o material, no valor de R$ 58,8 mil, sem que houvesse qualquer formalidade, necessidade ou fundamento legal, ignorando por completo as disposições da Lei 8.666/93 – que institui normas para licitações e contratos da Administração Pública, tratando o dinheiro público como se fosse propriedade privada.

Ainda segundo o MP, o afastamento é necessário porquê o prefeito teria tentado ocultar os materiais adquiridos.

Quem assume a gestão agora é o vice-prefeito Luis Cândido Rodrigues, o Candinho (PSC), que também responde a ação e teve os bens bloqueados no mesmo valor.

A empresa Elétrica Radiante Materiais Elétricos LTDA e Sérgio Augusto Vital Ferreira Beltrão também tiveram os bens bloqueados.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.