Imagem: Valtenir Pereira Deputado FederalRelator na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, o deputado federal por Mato Grosso, Valtenir Pereira (MDB), emitiu parecer favorável sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 376/2009. O projeto trata da unificação do processo eleitoral, o que estenderia os mandatos de prefeitos e vereadores até 2022.

A coincidência das eleições cancelaria o pleito de 2020. Assim, os cargos municipais passariam a ser disputados juntos com os estaduais e federais. A proposta estabelece a coincidência dos pleitos para todos os mandatos eletivos. Com isso, aumentaria de 8 para 10 anos o mandato de Senador e estabeleceria o mandato de 5 anos para todos os cargos eletivos, colocando fim ao instituto da reeleição aos cargos do poder executivo.

O presidente da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT), vereador Edclay Coelho (PSB), acredita que a unificação trará economia para o país. No próximo dia 30, Cuiabá receberá mais de 1,4 mil vereadores de todo o Estado para um ato público. “Defendemos a unificação dos mandatos por uma questão de economicidade. O custo de uma eleição é muito alto e o Brasil passa por um momento econômico complicado, temos um cenário de calamidade nos municípios”, observou Coelho.

De acordo com o autor da PEC 56/19, deputado Rogério Peninha Mendonça, as eleições do ano passado custaram cerca de R$ 900 milhões, com esse dinheiro seria possível construir 400 creches, comprar 3,5 mil ambulâncias com UTI móvel ou ainda pagar o salário de 15 mil policiais por ano. “Qual é a prioridade para nós, brasileiros, nesse momento? Educação, saúde e segurança, ou eleição?”, disse Peninha. (Com informações da assessoria).

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.