06 de fevereiro de 2021
Mais
    Capa Notícias Brasil Corpo de idosa é encontrado enterrado em terreno baldio, filho é suspeito...

    Corpo de idosa é encontrado enterrado em terreno baldio, filho é suspeito de matar a mãe

    Imagem: Corpo de idosa estava enterrado em lote baldio ao lado da casa dela, em Inhumas
    Corpo de idosa estava enterrado em lote baldio ao lado da casa dela, em Inhumas – Foto: Polícia Civil/Divulgação

    Irmã do homem preso suspeito de matar e enterrar a mãe em Inhumas, na região central de Goiás, Ivonete Teixeira afirmou nesta quarta-feira (12) que a família está abalada e ainda sem acreditar no ocorrido. O corpo da vítima, Rosália Teixeira Alves, de 65 anos, foi encontrado pela cadela de estimação em um lote baldio ao lado da casa onde ela vivia. A idosa estava sumida havia 23 dias.

    “Ele era um filho tão maravilhoso com ela, nós custamos muito acreditar nisso. Ele é um filho obediente, ele foi o melhor filho pra ela. Então a gente não sabe como foi, se foi acidental, porque ele estava nervoso com ela para parar de fumar, ele queria libertar ela de qualquer maneira do cigarro. Acho que foi um surto nele”, afirma a irmã.

    O suspeito, Lindomar Teixeira Alves, de 46 anos, foi preso nesta terça-feira (11). De acordo com a Polícia Civil, ele assumiu ter enterrado o corpo, mas negou o assassinato da mãe. O homem ainda não tem advogado.

    O homem, afirma o delegado Miguel da Mota, entrou em contradição em seu depoimento ao afirmar que a mãe tropeçou na soleira da porta da sala, uma espécie de elevação, caiu e veio a falecer.

    “Pelas lesões na face de Rosália, não acreditamos nesta versão de queda da vítima na soleira da porta. Com os indícios preliminares da perícia, foi verificado sangue por todo o chão da sala e alguns resquícios de sangue na parede, além de sangue no fundo da sala, ou seja, nada próximo a porta, como ele contou”, disse o delegado.

    Segundo o delegado, a investigação aponta que Lindomar queria o dinheiro dos imóveis de aluguel e o benefício que a mãe recebia de aposentadoria. “Depois do desaparecimento dela, os familiares disseram que Lindomar começou a dizer que os imóveis e os aluguéis seriam dele.”

    O delegado declarou ainda que os familiares disseram que Lindomar apresenta problemas psicológicos. “Durante o interrogatório ele me pareceu uma pessoa normal e não há nenhum documento médico ou perícia que comprove que ele tenha algum problema mental. Mas será feita uma perícia psiquiátrica para constatar se ele tem ou não algum distúrbio mental e se ele é ou não imputável.”

    A aposentada, Rosália, morava com o filho, Lindomar, e estava desaparecida desde o dia 18 de maio. Familiares e amigos da vítima, fizeram um boletim de ocorrência no dia 6 de junho e relataram o desaparecimento de Rosália.

    Localização do corpo
    O corpo foi encontrado por familiares da vítima em um lote baldio, após ser apontado pela cadela. Os parentes da idosa contaram que pegaram uma roupa da vítima e deram para o animal cheirar. Depois, andaram com o bicho pelas proximidades. A cachorra foi até o local onde o corpo estava enterrado e começou a cavar.

    Segundo o que foi informado ao delegado, os familiares da idosa perceberam que a terra estava meio fofa e que um entulho tinha sido jogado por cima de onde foi feito o buraco.

    A polícia já investigava o desaparecimento da vítima, e o filho já figurava como suspeito. Familiares haviam feito campanhas nas redes sociais para localizá-la.

    “Os familiares, ao perguntarem da mãe, contam que Lindomar dizia que ela havia viajado para Goiás. [Quando ela] Ainda [estava] desaparecida, ele disse que a mãe havia machucado a perna e não poderia sair de casa”, disse o delegado.

    Prisão
    Lindomar foi preso em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver. Em relação ao homicídio, de acordo com o delegado, não há mais situação de flagrante, mas a polícia entrou com pedido de prisão preventiva dele pelo crime de homicídio.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS