13 de fevereiro de 2021
Mais
    Capa Destaques Crianças participam de caminhada contra o bullying em Cuiabá
    EDUCAÇÃO

    Crianças participam de caminhada contra o bullying em Cuiabá

    A ação faz parte da campanha coordenada pela Secretaria de Educação que prevê ainda formação para professores e orientação para os pais

    Com o tema “Sem Plateia Não Tem Bullying”, dois mil alunos de unidades educacionais de Cuiabá e Várzea Grande e meninas atendidas pelo Projeto Siminina participaram nesta sexta-feira (28), de uma caminhada contra o bullying na capital. A concentração e início da caminhada foi na Praça Alencastro, em frente à Prefeitura da capital e percorreu parte da Avenida Getúlio Vargas, chegando até a praça Santos Dumont.

    Ainda na concentração, os alunos ostentavam faixas e cartazes com dizeres contra do tipo; “Stop e Xô bullying”, “Bullying é Assédio Moral”, e “Bullying Não é Brincadeira”. No carro de som, os alunos se revezavam no microfone com poesias, depoimentos e condenando a prática de apelidos, ou palavras que redundam no bullying.

    Imagem: caminhada 2
    Caminhada contra bullying em Cuiabá – foto – Adão Oliveira

    A coordenadora pedagógica do Município de Várzea Grande, Gonçalina Leite Rondon disse que a participação é uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá, e um momento especial para os alunos das cinco escolas que participaram e para todos os atendidos pela rede. “Em Várzea Grande nós estamos trabalhando esse tema, em parceria com outras secretarias municipais, como a Saúde, a Guarda Municipal, além dos professores que estão sendo preparados com palestras, para trabalhar com os alunos da rede em Várzea Grande”, destacou a coordenadora.

    Em Cuiabá, no Projeto Siminina, estão sendo realizadas palestras diariamente com as crianças, muita orientação e práticas, objetivando trabalhar no cotidiano delas sem discriminação, oferecendo conhecimento suficiente para que a criança haja com naturalidade e segurança. “É um trabalho que está sendo realizado há mais de 2 anos, por que é uma proposta humanizada, elas trabalham e aprendem por meio do teatro, através de poesias e na prática do dia a dia”, destacou a coordenadora Maria Nazaré de Souza.

    A Caminhada Mirim objetivando o combate ao bullying, foi a terceira ação dentro do Programa, que entra também no segundo semestre desse ano, com uma série eventos alusivos ao tema. “É um forma da gente manifestar, que o prefeito Emanuel Pinheiro e a Secretaria Municipal de Educação estão preocupados com a situação de violência nas escolas, provocada pelo bullying. Este é o momento de mostrar e mobilizar toda a população cuiabana”, destacou a secretaria-adjunta de Educação de Cuiabá, Edilene de Souza Machado, ao elencar que na rede municipal, a situação é de tranquilidade, mas o programa se estende para todos os municípios, além da Capital, como Santo Antônio de Leverger e outros, escolas particulares, e todas as esferas da educação.

    Ainda na programação da campanha, estão sendo realizados ciclos de formação para que cada unidade escolar tenha um professor mediador da situação. “Esse professor é formado por profissionais das áreas de psicologia e neurologia, para que toda a Educação melhore ainda mais e consiga identificar a situação e fazer as intervenções necessárias e corretas”, explicou Edilene Machado.

     

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS