Imagem: prefeito assina
Foto: assessoria

Buscando sempre que as entidades que fazem trabalhos assistenciais em Rondonópolis garantam os serviços prestados aos cidadãos e que eles sejam de qualidade, o prefeito Zé Carlos do Pátio vem trabalhando junto à Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social para destinar recursos próprios que auxiliem na manutenção de várias delas. Somente em 2019, mais de R$ 1,6 milhão em recursos do município foram destinados há mais de 20 entidades.

Conforme dados da Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social, foram firmados termos de colaboração municipal com 21 entidades de Rondonópolis, com valores que serão destinados com recursos próprios divididos em 11 parcelas. Além disso, também foram firmados dois termos de fomento com recursos próprios com a Obra Kolping, um para a realização de cursos de capacitação e outro para a compra de um veículo para a atender a entidade.

Entre as entidades atendidas pelo município neste início de 2019 estão o Lar Bezerra de Menezes, a Associação da Boa Semente, o Lar dos Idosos, a ARDV, a AVROC, a Apae, a Cáritas Diocesana, a A Caminho da Luz, a Obra Kolping, o Oratório Filhos de Dom Bosco, a Casa Esperança, o Lar de Nazaré, a Casa Espírita Deus Cristo e Caridade, a Fundação Lar Cristão, o Louis Braille, a Casa São Domingos Sávio, a Casa Laura Vicunha, a Associação Kobra, a Diocese de Rondonópolis/Guiratinga, a Casa do Adolescente Sagrada Família e a Associação dos Surdos de Rondonópolis.

A Assistência Social explica que os termos de colaboração municipal são para despesas e manutenção da entidade, que apresenta um plano de trabalho de como será gasto o dinheiro recebido. De acordo com o plano de trabalho apresentado é que cada entidade faz sua prestação de contas do recurso recebido mês a mês.

Segundo a secretária municipal de Promoção e Assistência Social, Iriana Cardoso, o prefeito Zé Carlos do Pátio prioriza que o trabalho das entidades seja mantido e que tenha qualidade, especialmente, neste momento em que há atrasos nos repasses dos recursos federais. “Buscamos garantir que o trabalho feito pelas entidades, que são fundamentais para uma grande parte da população, seja garantido, bem como firmar parcerias que garantam cursos de capacitação para as famílias de baixa renda”, ressalta.

A intenção, conforme a secretária, é ainda manter as portas da Pasta sempre abertas para todas as entidades que prestam importantes serviços sociais para a cidade e contribuir com o trabalho de cada uma delas.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.