Imagem: Receita Federal
Foto: reprodução

O total de 156 empresas de Mato Grosso foram autuadas pela Receita Federal por irregularidades no Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de 2014. No país, foi constatado esse tipo de irregularidade em 5.241 empresas.

As empresas autuadas terão que pagar R$ 28,22 milhões à Receita por terem sidos pegas na Malha Fiscal ou Malha Fina como é mais conhecida. Esse valor inclui o tributo devido, somado com juros de mora e multa de ofício de 75%.

Em junho, serão notificadas as empresas com débitos de 2015, sendo 332 em Mato Grosso e 14 mil no país. Apenas em valores brutos, sem os juros, as empresas do estado notificadas devem R$ 28,55 milhões.

O demonstrativo das inconsistências, bem como as orientações para a autorregularização, constarão na carta a ser enviada ao endereço cadastral constante do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) e na caixa postal dos contribuintes. A caixa postal pode ser acessada no site eletrônico da RFB, no portal e-CAC.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.