06 de fevereiro de 2021
Mais
    Capa Destaques Polícia Civil fecha 'barraco' que funcionava como boca de fumo em Cuiabá
    POLÍCIA

    Polícia Civil fecha ‘barraco’ que funcionava como boca de fumo em Cuiabá

    Imagem: 201906026 1
    Materiais apreendidos – Foto: PJC

    Um barraco que funcionava como ponto de venda de entorpecentes foi descoberto pela Polícia Civil, em ação realizada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), nesta quarta-feira (26.06), no bairro Jardim Brasil, em Cuiabá.

    Os suspeitos de 49 anos (reeducando monitorado) e um de 20 anos conhecido como “Jefinha” foram flagrados atuando na atividade ilícita no local e foram presos em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

    A equipe da DRE recebeu denúncias sobre o tráfico de drogas em um barraco, no bairro Jardim Brasil, em que um detento monitorado por tornozeleira eletrônica, e o suspeito identificado como “Jefinha” seriam os responsáveis pelo comércio.

    Em diligências na região, os policiais identificaram a casa de madeira, verificando grande movimentação de usuários no local. Em conversa com moradores da região, a suspeita foi confirmada, sendo informado que o ponto tinha movimentação ainda maior no período noturno.

    Com base no levantamento, os policiais realizaram a abordagem dos suspeitos e em buscas no local apreenderam uma porção de maconha e uma porção média de ácido bórico (material utilizado para misturar a droga), além de R$ 161 em dinheiro trocado caracteristico da atividade de tráfico.

    Questionados, os suspeitos confessaram a atuação com o comércio de entorpecentes na região. Eles foram conduzidos a DRE, onde após serem interrogados, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico

    Tráfico na PCE

    Uma mulher que transportava uma porção de entorpecente nas partes íntimas foi presa em flagrante, na manhã desta quarta-feira (26.06), em mais uma ação conunta da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) e Sistema Prisional.

    A suspeita, A.S.S., 26, foi flagrada com aproximadamente 457 gramas de maconha que seria entregue ao seu companheiro, que encontra-se detido na Penitenciária Central do Estado (PCE).

    Após uma denúncia, a visitante passou pelo escâner corporal que detectou o envólucro com a droga em suas partes íntimas. Diante das evidências, a suspeita foi conduzida a DRE, onde foi lavrado o flagrante de tráfico de drogas.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS