“Não estão cumprindo os acordos no PSL de Mato Grosso, para eles não sou ninguém”, disse o ex-deputado federal, que não conseguiu se reeleger e busca viabilizar candidatura a prefeito de Cuiabá.

Questionado para que partido iria, ele confirmou que vários fizeram convite, mas é mais provável o Patriotas.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.