Comerciantes do centro histórico em Cuiabá anexaram uma faixa, em forma de protesto, pedindo “socorro”. A situação é pior no entorno a praça do Bispo onde os relatos mostram que uma mesma loja foi invadida três vezes na mesma semana.

“Chegamos para trabalhar e encontramos a loja revirada, o telhado quebrado, é desanimador quando isso vira rotina”, destacou Thiago Silva Braga que é dono da loja de bijuterias invadida três vezes só na semana passada.

Os furtos ocorrem sempre a noite. A Polícia Militar informou que o número de registros diminuiu no 1° semestre deste ano com relação ao mesmo período do ano passado. Mas reconhece o problema na praça Bispo e destaca que as rondas serão reforçadas na região.

Os comerciantes reclamam de usuários de drogas que usam o Morro da Luz como ponto para uso de entorpecentes e apontam para eles a responsabilidade das invasões. Quanto ao problema no ponto turístico de Cuiabá a Prefeitura Municipal informou que disponibiliza casas de apoio, mas que enfrenta resistência dos moradores de rua.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.