Imagem: cats
Lumar Costa da Silva – Foto: reprodução

Lumar Costa da Silva, 28 anos, disse que não se arrepende de ter matado e arrancado o coração da tia enquanto ela ainda respirava. Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos foi brutalmente assassinada na terça-feira (02-07), em Sorriso (MT). Após matar a tia, Lumar ainda entregou o coração da mulher para a filha dela. O crime chocou o país e a declaração de Lumar foi feita durante uma entrevista nessa quarta-feira (10).

Durante a entrevista, o indivíduo ainda disse que a vítima “mereceu morrer” porque ela estava “sacaneando e difamando” ele. Lumar ainda afirmou à imprensa que ouviu ‘vozes’ do universo que o orientaram a cometer o crime.

Imagem: whatsapp image 2019 07 03 at 04
Mulher assassinada pelo sobrinho em Mato Grosso – Foto – Arquivo pessoal

O indivíduo está preso em uma cela de triagem no Centro de Ressocialização de Sorriso (CRS). Ele também afirmou que é usuário de drogas e que, na noite do crime, usou LSD.

Durante a entrevista, o indivíduo falou detalhes do crime e riu diversas vezes. Lumar disse que só se arrepende de não ter matado a própria mãe. “Devia ter matado aquela desgraçada, só que não, não matei,” revelou.

Lumar foi para Sorriso após ter brigado com a mãe na cidade onde os dois moravam, em Suzano, São Paulo.

Sobre a morte da tia, Lumar foi claro. “Eu tenho a declarar que eu matei ela mesmo, não me arrependo de ter matado, ela mereceu morrer. Porque ela estava me sacaneando, ela estava falando pelas minhas costas, me chamando de ‘viado’, me difamando, me chamando de drogado. Ficou arrumando confusão para mim lá no bairro. Eu só queria paz só, mas ela ficou teimando em fazer isso”, disse.

O indivíduo também afirmou que não planejou nada, só pensou que “agora vai, é hora dela morrer mesmo e então fui. A faca ficou lá mesmo, na cozinha, onde peguei” , disse, sorrindo.

CONFIRA A ENTREVISTA COLETIVA 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.