26 de outubro de 2020
Mais
    Capa Destaques Padastro é condenado a 20 anos de prisão por matar enteado de...
    JUSTIÇA

    Padastro é condenado a 20 anos de prisão por matar enteado de 1 ano e 9 meses

    A criança foi espancada até a morte, com traumas por todo o corpo, inclusive queimadura de segundo grau

    Imagem: padra2014
    Tallys Henrique Piris de Miranda – Foto: reprodução

    Tallys Henrique Piris de Miranda foi condenado a 20 anos de prisão em regime inicialmente fechado por ter espancado e matado uma criança, de 1 ano e 9 meses, em dezembro de 2014, no bairro Dom Aquino, em Cuiabá (MT). Tallys era padastro da vítima.

    A criança foi espancada até a morte, com traumas por todo o corpo, inclusive queimadura de segundo grau. Tallys estava solto e poderá recorrer da sentença em liberdade.

    A sentença foi proferida no fim da tarde dessa terça-feira (23) pela juíza Mônica Catarina Perri Siqueira, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, que acolheu denúncia do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

    O CRIME 

    O crime ocorreu no dia 4 de dezembro. A criança era filho de Danyela Jhéssyca Batista dos Santos e Diego Giorgio Schiffino Gomes.

    Após o término do casal, a mãe do menino passou a se relacionar com Tallys, que sempre manifestou muito ciúme de Danyela em razão dela ter um filho com Diego, chegando a ameaçar o pai da criança.

    Tallys e Danyela moraram juntos por um breve período de tempo, mas ela resolveu se separar depois de ser agredida por ele. Após esse episódio, passaram a apenas namorar.

    No dia do crime, Danyela deixou Hector dormindo, sob os cuidados do namorado.

    Aproveitando-se da ausência da namorada, Tallys decidiu matar Hector como forma de resposta ao ciúme que sentia.

    Ao retornar para casa, Danyela percebeu que a criança estava desfalecida. Hector chegou a ser levado para o hospital com rebaixamento de nível de consciência porém, mesmo diante das manobras aplicadas para reanimação, faleceu.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS