- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
Rodrigo Metello, secretário de Trânsito e Transporte – Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

O Município de Rondonópolis registra frequentemente casos de acidente e um dos fatores que fez aumentar os índices foi a retirada dos radares eletrônicos que havia na cidade.

Os equipamentos de fiscalização eletrônica entraram em funcionamento em novembro de 2014, mas foram retirados das ruas e avenidas da cidade no mês de maio deste ano. O motivo da retirada foi porque o contrato com a empresa responsável terminou em janeiro do ano passado e desde então não havia sido renovado.

O Secretario de Trânsito (SETRAT) Rodrigo Metello, relatou que ainda não tem números exatos, mas já é possível dizer que sem os radares muita gente está abusando da velocidade e demais infrações.

De acordo com Metello uma nova licitação foi enviada para a procuradoria e aguarda resposta para que os radares e lombadas eletrônicas possam voltar a fazer parte do trânsito rondonopolitano.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.