Os servidores públicos municipais da cidade de Pedra Preta (MT) devem entrar em greve a partir desta quinta-feira (4), por conta do corte no pagamento do adicional de insalubridade dos trabalhadores, principalmente dos da área da saúde e pelos cortes de gratificações que complementam os baixos salários de motoristas. Os trabalhadores se reúnem em assembleia geral nesta quarta-feira (3).

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Pedra Preta (Sispmupp), Evair Cláudio de Lara, a prefeitura justificou os cortes nos adicionais de insalubridade por conta da necessidade de cortar custos com a folha de pagamento e se adequar à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Um decreto foi assinado no último dia 28 de junho cortando em caráter provisório a insalubridade de todos os funcionários da prefeitura, sob o argumento de que é preciso regulamentar a situação. A prefeitura também cortou o pagamento de gratificações que é uma espécie de complemento de salário de motoristas, que são muito baixos.

Durante a assembleia que acontece nesta quarta-feira (3), os servidores vão decidir se paralisam as atividades por tempo indeterminado.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.