O frio chegou e junto com ele vem aquela fome incontrolável? Saiba que o aumento do apetite no inverno é normal. O corpo gasta mais energia para manter a temperatura e pede mais alimentos calóricos ou gordurosos para compensar essa perda.

Fica mais difícil dispensar aquele fondue, um belo prato de massa ou a sobremesa que você nem costuma comer com frequência. “Sentir frio desencadeia o modo de autopreservação e envia ao corpo a mensagem interpretada como desejo por alimentos ricos em carboidratos para aquecer rapidamente”, explica Luciana El-Kadre, coordenadora do Centro de Diabetes e Obesidade do Hospital São Lucas Copacabana.

Além das alterações biológicas, as pessoas se sentem melancólicas durante as baixas temperaturas por causa da diminuição da luminosidade, e é neste momento que o corpo precisa de comidas que ofereçam conforto. “A ingestão de carboidratos pode melhorar o humor de pessoas com depressão sazonal, quando os níveis de serotonina, o hormônio responsável por nos deixar feliz, ficam mais baixos frente a menor exposição solar”, conta.

A mudança nos hábitos alimentares e a diminuição da prática de exercícios físicos são comportamentos de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e até diabetes. É preciso tomar cuidado para não exagerar e chegar ao fim da estação com alguns quilinhos extras ou exames alterados. “É possível escolher alimentos melhores, como sopas e chás quentinhos. O café da manhã rico em proteínas é outra boa opção”, finaliza a profissional.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.