Imagem: grevistas 2
Servidores durante assembleia geral – Foto: Wellington Sabino / AGORA MATO GROSSO

Após 75 dias, os profissionais da Educação de Mato Grosso decidiram acabar com a greve durante uma Assembleia Geral, que aconteceu em Cuiabá-MT, nesta sexta-feira (9). O Sindicado dos trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) informou que as aulas devem retornar na próxima semana, na quarta-feira, dia 14.

Durante a assembleia, os sindicalistas concordaram que esse é o momento de recuar, ‘dar um passo pra trás’, porém que seguir dialogando e cobrando do governo as promessas feitas, dentre elas o chamamento dos concursados, cronograma para reforma de unidades escolares, pagamento do ponto cortado dos grevistas, dentre outros pontos que foram acordados.

Na última proposta apresentada pelo governador Mauro Mendes foi colocado como requisito para as exigências a atenção incondicional a Lei de Responsabilidade Fiscal, que determina que os municípios não excedam os 49% da Receita Corrente Líquida (RCL) com os gastos de pessoal.

A proposta é que todo o espaço fiscal que fique aberto abaixo de 49% será usado para a concessão da Revisão Geral Anual (RGA) e dos aumentos remuneratórios já previstos em lei. A proporção seria de 75% do espaço aberto para a RGA e 25% para os aumentos. Vale salientar que o limite de gastos será verificado anualmente no último dia útil do mês de maio. Confira no vídeo abaixo o momento da votação pelo término do movimento grevista.

Fim greve

Veja a votação para o fim da greve

Publicado por Agora Mato Grosso em Sexta-feira, 9 de agosto de 2019

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.