Imagem: presidio em Cuiabá
Penitenciária Central Do Estado – Foto: Pedro Couto / AGORA MATO GROSSO

Cerca de 200 pessoas estão em frente a Penitenciária Central Do Estado, no bairro Osmar Cabral, em Cuiabá – MT. Elas protestam contra a falta de informações dos presos que cumprem pena na unidade desde que começou uma operação interna por forças de segurança do estado.

Os familiares alegam que não puderam visitar os presos hoje (14), conforme calendário da PCE, que a energia elétrica estaria cortada e os presos submetidos a tortura. As denúncias foram negadas pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, salientando que uma comissão da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) acompanha os trabalhos da operação.

As visitas da semana realmente foram suspensas, mas devem voltar ao normal na próxima quarta-feira (21). A operação faz uma varredura na penitenciária em busca de celulares, drogas e armas artesanais. Obras serão realizadas nas celas para tapar, por exemplo, buracos feitos pelos detentos para passar drogas de uma cela para outra.

Enquanto alguns familiares buscam por informações em frente ao presídio, outros estão protestando em frente ao Fórum de Cuiabá. Eles querem uma reunião com o juiz de execuções criminais para apresentarem fotos que teriam sido feitas dentro da Penitenciária e que comprovariam os maus tratos a presos.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.