Imagem: Jarudore 2
Moradores já realizaram vários manifestos- Foto: Reprodução

Termina amanhã (20), o prazo dado pela Justiça Federal para desintrusão referente a área com 1.930 hectares, localizada nas porções Oeste e Nordeste de Jarudore. Esta é a primeira parte a ser desocupada, a segunda, com aproximadamente 1.730 hectares termina em mais 45 dias.

Segundo os moradores da região, este foi um fim de semana de tristeza, já que ainda não houve nenhuma resposta para o pedido de efeitos suspensivos protocolados.

O vereador de Poxoréu, Aguinaldo Batata, contou que os moradores estão apreensivos sobre o que pode acontecer.

Segundo ele, o advogado conseguiu falar hoje (19) com um Juiz Federal, pedindo para que pelo menos, momentaneamente, o prazo de 90 dias seja dado para toda a área.

“Ainda não sabemos nada, nenhuma respostas as liminares foram dadas. Amanhã (20) estaremos lá com a população, que não pretende sair de suas casas” afirmou o vereador.

Em Brasília, três pedidos de efeitos suspensivos da decisão em primeira instância aguardam apreciação.

A DECISÃO

A Justiça reconheceu no dia 05 de julho o direito dos índios Bororos à tomar posse e usufruto da terra, somando um total de 4.706 hectares para os bororos.

Na decisão, o juiz afirmou que apesar do Governo do Estado na época ter criado, por meio de lei, o Distrito de Paz de Jarudore, somente a União pode decidir sobre o destino das terras.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.